Manoel de Oliveira

Manoel de Oliveira

A Fondation Groupama Gan pour le Cinéma, a Cinemateca Portuguesa e o cineasta Manoel de Oliveira assinaram, em 2008, um protocolo com o compromisso de recuperar duas obras do repertório cinematográfico do conceituado realizador português: “As pinturas do meu irmão Júlio” (1965) e “ Lisboa Cultural”(1983).

 

A assinatura do protocolo realizou-se na sede da Groupama Seguros, com a presença de Manoel de Oliveira, Gilles Duval, Delegado Geral da Fondation Groupama Gan pour le Cinéma, Pedro Mexia, sub-director da Cinemateca Portuguesa e João Quintanilha, Administrador Delegado da Groupama Seguros.

 

Na sua vontade de contribuir para a preservação do património cinematográfico do nosso país, a Fundação estabeleceu contactos com a Cinemateca Portuguesa, entidade privilegiada na função de salvaguarda e conservação do património cinematográfico nacional, de modo a tornar este projecto numa realidade.

 

Os contactos foram iniciados com João Bénard da Costa, na altura Director da Cinemateca Portuguesa, que acolheu favoravelmente este projecto e que também sugeriu, no seguimento da comemoração do centenário do realizador Manoel de Oliveira, os filmes a restaurar.

Enviar

Group@ma.net

Groupama é uma mútua de seguros, serviços bancários e financeiros, com uma distribuição multi-canal para servir os seus 16 milhões de clientes.